1 de nov de 2010

Solitario Blues V


…Da mulher nem fumo nem mandado. Deve estar trancada no quarto morrendo de vergonha?... Mulato ao sair da casa de banho depara com o marido da gaja que continua sentado na mesma cadeira e está horrivelmente pálido mais murcho do que uma múmia peruana. Parece que o homem encolheu na cadeira onde esteve horas observando com impotência o crioulo Mulato em aventuras com a sua esposa…
Revitalizado pelo longo duche o crioulo sente que a ressaca é ligeira e já pode seguir o seu destino depois daquela louca noite de sexo e voyeurismo…
A múmia peruana num gesto mais lento do que um caracol a fugir de um cozinheiro francês faz um gesto estranho alça as suas mãos ossudas Mulato aproxima-se da cadeira onde repousa o magro cu do coitado. Na sua mão estão quatro notas de 100 euros que estende ao rapaz das ilhas. Sem remorso Mulato agarra-os mete as notas na velha gabardina de seguida leva o dedo indicador a cabeça onde está pegado um cabelo afro enorme e redondo que nem um balaio de tem-tem. Mandando ao pobre gajo um tipo de continência negligente sem dizer uma palavra sai da casa baixando por um elevador cheirando a detergente e resíduos de perfume das madames e senhores do prédio que foram certamente trabalhar. Lembra-se que é segunda-feira dia de labuta, pois domingo foi ontem quando tinha aventurado na cama da rameira gorda que parecia uma nau naufragada talvez um cetáceo naquela cama que cheirava cheiros de imensos rabos e bucetas odores arcaicos mais fedorentos do que a catinga de um padre seu professor e, não sabe bem porque lembra naquele momento do fascista que fartou de espanca-lo na escola primária um filho da puta!!...
Com uma torrente de pensamentos na carola pelo caminho saca as quatro notas que contempla de forma hipnótica. Contemplando a bufufa pensa… Ahhhh eis a galinha de ovos de ouro que sempre quis ter... abençoado seja Deus que colocou-me este bicho entre as pernas… Aproveita em quando puderes Mulato!… I,am a sex machine começa a cantar! E como pensamento puxa pensar pensa,… Ir a lua não custa nada é só monta-las no meu foguetão e lá vou eu em viagens interestelares com as minhas princesas. Vou ser o grande chulo janota daquela pensão de besugos esperando barcos para embarcar… Eu mar? nem pau! Mar foi feito para os peixes nadarem… vou ser o terror das garinas vou comprar uma navalha vou ser o melhor chulo das ilhas neste maldito frio país das águas…

Nenhum comentário: