13 de abr de 2010

POEMA DE REVOLTA


Vomito no cálice do Papa:

Vomito no cálice do Papa
Na sua sagrada igreja
Plena de sagradas mentiras

Vomito no cálice do Papa
Pela escravatura abençoada…

Milhares de negros e índios sacrificados…

Vomito no cálice do Papa
E na sua santa inquisição,
Que na idade media…

Mais cristãos mataram

Que os demónios da suástica, a
Judeus e ciganos, na segunda
Guerra Mundial…

Vomito no cálice do Papa
Pela luxúria desmesurada
Do seu templo…

Cristo usava sandálias.

Vomito no cálice do Papa
E na sua senil politica
Contra o perservativo

Milhares de pessoas morrendo...



Vomito no cálice do Papa… e,

(Deixai vir a mim as criancinhas)

Pois serão fornicadas
Por sacerdotes pedófilos,
Que hão de queimar no "inferno"!!!!!!

Vomito no cálice do Papa
Que condena a homossexualidade
De forma hipócrita, e diz que celibato,
Não é a causa!!!!…

Vomito no cálice do Papa
Que come corpo e bebe
Sangue…
Sua religião de canibais
E vampiros!!!!!!

Vomito no cálice do Papa… e,
No cálice de todos os maldosos,
Que usam as religiões,
Para seus pérfidos poderes!

7 comentários:

Marco Além disse...

Gosto de fazer o exercício de ler os seu poemas. mas também gosto de os saborear de baixo para cima. Raramente perde a essência e o paladar é o mesmo.

Tchale Figueira disse...

Obrigado pelas tuas palavras Marco.

Um grande abraço

Anônimo disse...

Muito generalista. Todos os padres são pedófilos, por acaso? Não se deve meter todos nos mesmo saco, meu caro.

Tchale Figueira disse...

Creio que o Anónimo não leu ou nao quer ler a verdadeira mensagem do poema. Eu não disse que todos os padres são pedófilos! Tudo que escrevi são factos. Já leu sobre a história da igreja católica?

Anônimo disse...

Não a li toda, tem coisas muito tristes, sim eu sei. E já leste a história dos artistas todos? Quantos no mundo da arte são pedófilos, meu caro? Muitos de certeza.Pelo menos conheço algumas histórias bem tristes também.

Tchale Figueira disse...

No fundo estamos a falar da condição Humana, não é caro anónimo?

Anônimo disse...

É isso mesmo, Tchalé! Acertaste em cheio onde eu queria chegar, meu caro.