13 de dez de 2013

POEMA

Cheiro das axilas
corpo aprumado,
poeirentas sandálias
 pensamentos alando,
em cada pensamento, existe um sonho,
em cada basalto, prantos e cantos,
em cada segundo, o azul respira,
poeira cósmica, minha memória,
este oceano imenso, apaga um dia.

Nenhum comentário: