11 de dez de 2013

Natal, carneirada e obediência

Presépio, vacas e burros, pai natal é fenomenal, nesta data somos boa gente, o carnaval é o rebolar de bundas, o cérebro está achocalhado, sou artista mas no tengo cojones, a arte é bela o conformismo é bom, sou obediente, mando panfletos justificando minha obediência, tenho paleio para qualquer coisa, o circo quebrou, os palhaços perderam a maquilhagem, tenho em mim o quê? Sou obediente, sou saltimbanco deste sistema, drogado no meu quadrado sem horizonte, penso comprar uma corda para enforcar, sinto-me naufragado nas minhas mentiras, roendo a minha existência. O meu salário é importante, sou soldado… Esquerda direita esquerda direita… Marcha soldado, cabeça de papel, se não marchar direito, emprego já perdeu!!!!! 
 

Nenhum comentário: