11 de jul de 2011

AS ILHAS



Navegamos perdidos nestas ilhas
Sabe a terebintina os dias

Fartos de miséria
Infantas e efebos
Gados no mercado
Sexual.

Temos futuro dizem os políticos
Temos futuro dizem os políticos
Eu sei que os políticos têm futuro

Das crianças da Ponta de Praia
Vi gerações crescendo
Dédalo de miséria
Delinquência e crimes

E os políticos na sua eterna ladainha

Temos futuro temos futuro
Nestas ilhas

Arquipélago fantasma


Ilhas submergidas
Bússola quebrada
Cérebros desnorteados
Rosa-dos-ventos destroçada

Infância sem lua adultos sem estrelas
Estadistas astutos verborreia safada
Vida infame relâmpago apagado

Mas em mim uma luz que brilha
Uma voz que diz

Um dia terão mais pão

Nenhum comentário: