11 de dez de 2010

INVENTAR SONHOS


Inventar sonhos, é de poeta…

O poeta abre a porta da “loucura”
Com versos…

O “ racional,” fecha a porta da
Fantasia, com controlada demência...

Um pássaro frágil repousa,
Na fina linha brilhante da poesia…

Nenhum comentário: