4 de dez de 2010

AQUI!


Aqui, sempre aqui…
O que foi ontem nas dunas
Está aqui, porque ontem está aqui,
E, de, amanhã, nada sei.

O quarto onde escrevo está aqui,
Todo o momento é aqui,
A ilusão do brilho das estrelas
Que morrem, a luz que brilha está aqui…

Longe onde estás,
Aqui estás…


Aqui os objectos que vejo,
Os odores e ruídos,
Das cidades e oceanos…

As mulheres que amo e amei
A profunda saudade deste momento está aqui.

Irremediavelmente! Sem passado,

Nem presente: Aqui, é o momento!

Nenhum comentário: