31 de mar de 2009

Poema de Francico Fontes

Cor do texto
Cor do texto

Caros amigos: Hoje temos poesia do Poeta Conimbricense - Francisco Fontes





"o horizonte recuando, recuando..."

o vento indiciou-se
na fenda do teu vestido
e um mendigo acercou-se
à espera
que lhe desses uma cereja
ou uns pomos das laranjas
que trazias num saco de pele
mas optaste
por lhe desvendar
a baínha da chama
onde tinhas cravada uma lentilha.


continua belo
o trinado dos melros
no trânsito para o esquecimento
II

chegaram esvoaçantes
trazendo ruídos de ervas
e o desenho de uma arena
esboçado
a tinta-da-china
para dois gladiadores
pelear
até à ultima estocada.


partiram passadas doze horas,
trinta e nove minutos
mais alguns segundos não notados
e para trás deixaram
remoinhos tranquilos
no sopé de um rochedo claro
com traços desmaiadas

Nenhum comentário: