7 de set de 2010

MULHER


Mulher:

Nem os jardins suspensos da Babilónia
São lindos como os teu seios
Suspensos como duas luas,
Desafiando a gravidade

Harmonizam os movimentos… Coxa de ébano,
Seda da china, odor a sândalo,
Casa de múltiplos quartos,
Rio de perfeitas curvas

Fogo brando teu sexo…
Entro em ti …

Enxames de estrelas na abobada celeste,
Enfeitam o divino deste instante.

Nenhum comentário: