15 de ago de 2010

SOBRE O TEU COMENTÁRIO ALEX: DIREI:


Meu caro Alex: Também estranhei os blogueiros Caboverdianos não terem publicado nada sobre a morte do Rui Duarte de Carvalho, poeta, antropólago Angolano, homem que lutou para uma Angola com mais oportunidades para todos... Pena que muitos dos Blogues Verdianos só escrevem sobre Politica e Politiquice ou de forma hipócrita, passam a vida a elogiarem-se uns aos outros... é necessário trabalhar, fazer obra, em vez de papo furado. Aquilo que o Rui deixou como obra é imenso.


Aquele abraço, poeta!

Um comentário:

Anônimo disse...

Meu caro

Não tenho o atrevimento de pensar que quem não conhece a obra de RDCarvalho fica mais pobre. De modo nenhum. O que eu sei, sim, é que quem se atrever a conhecê-lo ficará muito mais rico.

Morreu o Emanuel Braga Tavares lá nos longes da emigração. Pergunto: Quando é que ele foi lido(?), e por quem(?), pela última vez? Quando é que ele foi citado, falado, pela última vez, que não tenha sido a propósito de ‘Cabral ka mori’, ou apenas um nome mais trazido à boleia num rol qualquer?
Dizer agora que EBTavares foi um dos grandes poetas cabo-verdianos é uma questão de opinião. Que todos temos direito à opinião, já o sabemos. Só que umas são mais respeitáveis do que outras. Conheci EBT na Praia, conheço alguma da sua poesia, mas perdoar-me-ão de, nesta hora, precisamente nesta hora, não partilhar do exagero. EBT não é, nem foi, um dos grandes poetas cabo-verdianos. Não alimentemos equívocos que não aproveitam a ninguém. Cabo Verde tem poucos, pouquíssimos grandes poetas. Não o ter sido em nada diminui a personalidade cativante e apaixonante, que, isso sim, ele foi, na Praia dos anos de brasa de 70. Paz à sua alma. Mas sem pás de equívocos nem pazadas de hipocrisia! Xanon não o merece.
ZCunha