11 de ago de 2010

POEMA PARA O POETA EM DJARFOGO


Mancha de vinho, cartografia da ilha,
Farol de gaivotas, circulo de pássaros,
Noite longa, encanto de sereias,


O tick tack inflama,
Outro lado da lua …

Rosa da imortalidade… é um segundo,
Timão do mundo aguenta vagas…

Mais mar a dentro, um setáceo galga.





Nenhum comentário: